Você está aqui: Página Inicial > Adm. Direta > PGE > Notícias > Governador em exercício recebe visita de juiz do Conselho Nacional de Justiça

Notícias

Governador em exercício recebe visita de juiz do Conselho Nacional de Justiça

Durante a visita foi abordada a implantação da terceira etapa do projeto Justiça Presente

Acompanhando do procurador-geral do Estado, Fábio Andrade Medeiros, o governador em exercício, Márcio Murilo, recebeu nesta quinta-feira (21) a visita do juiz auxiliar do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e coordenador do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Penitenciário, Luís Geraldo Lanfredi.

Na ocasião, o desembargador conheceu a terceira etapa do projeto Justiça Presente, que tem como objetivo a implantação do sistema biométrico em unidades prisionais, para emissão de documentos.

O governador em exercício agradeceu a visita do representante do CNJ e destacou a importância do projeto para a cidadania da população privada de liberdade. "Me sinto muito honrado com essa visita, e também muito feliz com a notícia da terceira etapa do projeto Justiça Presente, que é a biometria, que terá todo o apoio do Tribunal de Justiça da Paraíba como do Governo do Estado", afirmou, ressaltando a segurança do sistema biométrico para a identificação dos detentos da Paraíba.

Por sua vez, Luís Geraldo Lanfredi também ressaltou a importância da implantação do sistema biométrico em unidades prisionais. "Nós vamos anunciar hoje à Paraíba e a outros dois estados do Nordeste, que estarão reunidos em João Pessoa, a forma como o Conselho Nacional de Justiça, com as autoridades locais, com o Judiciário e com o Executivo, como vamos fazer essa biometria, de que forma vamos tornar a biometria uma ação permanente", ressaltou.

"A biometria é a possibilidade de lidarmos com essas pessoas no sentido da individualização delas, saber realmente de quem se trata. Mais que isso: poder assegurar a essas pessoas, quando deixam o ambiente prisional, o conjunto mínimo de documentos, que vai tornar possível o exercício da cidadania", prosseguiu Luís Geraldo Lanfredi, destacando outras ações do CNJ no Estado, a exemplo do Escritório Social.

A previsão é que o sistema seja implantado em todo o País no próximo ano, quando o CNJ distribuirá quites biométricos para o Poder Judiciário e o Poder Executivo.

Além o procuradora-geral do Estado, Fábio Andrade, participou ainda do encontro entre o governador em exercício e o representante do CNJ, o desembargador Joás de Brito Pereira.

registrado em: , ,
Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional